A importância do colágeno

Não é novidade que o colágeno é um dos fatores primordiais para a saúde dos cabelos, unhas e a elasticidade da pele, mas a proteína é muito mais do que isso. Produzido pelo nosso corpo, ele desempenha um papel fundamental na prevenção de rugas, além de garantir a firmeza da pele. Podendo ser encontrado também em certos alimentos, ele é um grande aliado na formação dos tendões, cartilagens e ligamentos presentes nas articulações. Com isso, ele evita o contato entre os ossos e, consequentemente, o seu desgaste.


Sendo a principal proteína estrutural do nosso corpo, estima-se que há mais de 16 tipos de colágenos, sendo os mais comuns os dos tipos 1, 2 e 3. Abaixo veja qual o papel de cada um em nosso organismo:


Colágeno tipo 1


Chamado também de colágeno hidrolisado, é uma proteína extraída do osso e da cartilagem de animais, como bois e porcos. Quando usado para melhorar a firmeza da pele, fortalecer as articulações, fortalecer as unhas e o cabelo, é melhor absorvido pelo intestino.


Colágeno tipo 2


Conhecido como colágeno não desnaturado, esse é o componente majoritário presente nas cartilagens. Seu processo de fabricação é diferente do tipo 1 e possui propriedades diferentes. É comercializado como colágeno tipo 2, mas pode ser encontrado como tipo 3 ou 4. Ele é indicado quando surgem doenças articulares autoimunes, inflamações nas articulações, lesões nas cartilagens e artrite reumatoide.


Colágeno tipo 3


Podendo atuar junto ao colágeno tipo 1, essa proteína compõe a estrutura dos vasos sanguíneos, músculos e órgãos. Ele também é importante para a saúde da pele, mas pode sofrer quedas de produção e, por isso, é necessária a suplementação.


Os benefícios do colágeno vão além da estética, além de prevenir o surgimento de rugas e melhorar a saúde dos cabelos e das unhas, ele também coopera no tratamento da osteoartrite, fortalece os ossos, aumenta a massa muscular e melhora a saúde cardiovascular. Após os 50 anos, a produção da proteína diminui e é comum surgir sinais de diminuição da espessura dos fios, aumento da flacidez e da perda de elasticidade e o enfraquecimento das articulações e dos ligamentos. Portanto, é preciso consumir alimentos que sejam fontes de colágenos, como carnes, ovos, frutas cítricas e vermelhas, aveia e soja, feijão, brócolis, ervilha, castanhas, nozes, amêndoas, entre outros.


Apesar de termos boas fontes de colágenos, em alguns casos, a alimentação à base desses alimentos não é suficiente. Nesse aspecto, é importante que haja a suplementação do nutriente prescrita por um especialista, pois a falta dessa proteína em nosso organismo provoca o desenvolvimento de doenças que afetam o sistema musculoesquelético, como a osteoartrite e a osteoporose, além de tornar a pele mais suscetível às rugas, flacidez e sinais de envelhecimento.


Fontes:

https://www.irpp.com.br/saude/a-importancia-do-colageno/

https://www.tuasaude.com/colageno/

https://www.tuasaude.com/colageno-tipo-1-e-tipo-2/

https://www.mundoboaforma.com.br/colageno-tipo-3-o-que-e-e-como-funciona/


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A alimentação é um fator muito importante para nossa vida, e seguir uma dieta de forma consciente e com o auxílio de um profissional é o mais correto a se fazer. Quando nos deparamos com as “dietas” q

A constipação intestinal (ou obstipação), chamada também de prisão de ventre e intestino preso, é caracterizada pela dificuldade de evacuar - mesmo que o indivíduo sinta vontade intensa. Não existe ao

Mindful Eating foi criado através do Mindfulness, uma prática recente de meditação descrita como um estado de consciência, visando focar no momento presente, de forma intencional e sem julgamentos, pr

Logo.png