top of page

A importância do colágeno

Não é novidade que o colágeno é um dos fatores primordiais para a saúde dos cabelos, unhas e a elasticidade da pele, mas a proteína é muito mais do que isso. Produzido pelo nosso corpo, ele desempenha um papel fundamental na prevenção de rugas, além de garantir a firmeza da pele. Podendo ser encontrado também em certos alimentos, ele é um grande aliado na formação dos tendões, cartilagens e ligamentos presentes nas articulações. Com isso, ele evita o contato entre os ossos e, consequentemente, o seu desgaste.


Sendo a principal proteína estrutural do nosso corpo, estima-se que há mais de 16 tipos de colágenos, sendo os mais comuns os dos tipos 1, 2 e 3. Abaixo veja qual o papel de cada um em nosso organismo:


Colágeno tipo 1


Chamado também de colágeno hidrolisado, é uma proteína extraída do osso e da cartilagem de animais, como bois e porcos. Quando usado para melhorar a firmeza da pele, fortalecer as articulações, fortalecer as unhas e o cabelo, é melhor absorvido pelo intestino.


Colágeno tipo 2


Conhecido como colágeno não desnaturado, esse é o componente majoritário presente nas cartilagens. Seu processo de fabricação é diferente do tipo 1 e possui propriedades diferentes. É comercializado como colágeno tipo 2, mas pode ser encontrado como tipo 3 ou 4. Ele é indicado quando surgem doenças articulares autoimunes, inflamações nas articulações, lesões nas cartilagens e artrite reumatoide.


Colágeno tipo 3


Podendo atuar junto ao colágeno tipo 1, essa proteína compõe a estrutura dos vasos sanguíneos, músculos e órgãos. Ele também é importante para a saúde da pele, mas pode sofrer quedas de produção e, por isso, é necessária a suplementação.


Os benefícios do colágeno vão além da estética, além de prevenir o surgimento de rugas e melhorar a saúde dos cabelos e das unhas, ele também coopera no tratamento da osteoartrite, fortalece os ossos, aumenta a massa muscular e melhora a saúde cardiovascular. Após os 50 anos, a produção da proteína diminui e é comum surgir sinais de diminuição da espessura dos fios, aumento da flacidez e da perda de elasticidade e o enfraquecimento das articulações e dos ligamentos. Portanto, é preciso consumir alimentos que sejam fontes de colágenos, como carnes, ovos, frutas cítricas e vermelhas, aveia e soja, feijão, brócolis, ervilha, castanhas, nozes, amêndoas, entre outros.


Apesar de termos boas fontes de colágenos, em alguns casos, a alimentação à base desses alimentos não é suficiente. Nesse aspecto, é importante que haja a suplementação do nutriente prescrita por um especialista, pois a falta dessa proteína em nosso organismo provoca o desenvolvimento de doenças que afetam o sistema musculoesquelético, como a osteoartrite e a osteoporose, além de tornar a pele mais suscetível às rugas, flacidez e sinais de envelhecimento.


Fontes:

https://www.irpp.com.br/saude/a-importancia-do-colageno/

https://www.tuasaude.com/colageno/

https://www.tuasaude.com/colageno-tipo-1-e-tipo-2/

https://www.mundoboaforma.com.br/colageno-tipo-3-o-que-e-e-como-funciona/


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Logo.png
bottom of page