A Importância da Hidratação

Nesta semana, vamos falar sobre hidratação!


Estudos apontam que, sem água, sobreviveríamos por um tempo quatro vezes menor do que sem comida.


Frequentemente, ouvimos falar a respeito da importância de uma boa hidratação, mas realmente sabemos qual é a ingestão indicada de água para cada idade e atividade? Será que qualquer água possui a capacidade de hidratação? Para isso, é importante entender o que são os eletrólitos e quais são os elementos minerais presentes na água.


Nosso corpo está frequentemente ajustando o equilíbrio entre a perda e a ingestão de água; quando a perda for maior que a quantidade ingerida, ocorre um quadro de desidratação, o que prejudica todo o funcionamento celular.


O que acontece quando estamos desidratados?


Geralmente, perdemos em torno de 2 litros de água e eletrólitos por dia através do suor, urina e fezes; e essa quantidade é ainda maior com a prática de atividades físicas.


Os sintomas relacionados a desidratação são:


- Cansaço


A desidratação leve pode causar cansaço ao longo do dia, porque a água é um dos responsáveis por ajudar o corpo a aumentar os níveis de energia através do transporte de glicose ou glicogênio para dentro das células.


- Fome ou ganho de peso


Muitas vezes, as pessoas procuram algo para comer quando, na verdade, estão com sede. Isso acontece porque, quando as células começam a receber uma quantidade insuficiente de energia, o cérebro pode interpretar como sensação de fome.


- Falhas no sistema circulatório


Quando estamos bem hidratados, nosso sangue se torna mais “fino”, o que favorece o sistema cardiovascular, ajudando a manter a frequência cardíaca e a pressão arterial mais baixas e controladas.


- Constipação


Existe uma relação direta entre a hidratação, o consumo de água e o bom funcionamento intestinal. A combinação destes fatores faz com que as fezes fiquem mais volumosas e pastosas, facilitando a evacuação.


- Retenção de líquidos


A desidratação crônica leva a uma maior sinalização de sistemas hormonais e à liberação de vasopressina, o que favorece a retenção de água e sódio. Assim, tem-se uma redução na formação de urina e uma concentração de líquidos em áreas subcutâneas, podendo causar edemas.


- Déficits de atenção e memória


A desidratação pode ocasionar dores de cabeça, falta de atenção, confusão mental e sonolência, visto que nossos neurônios são células extremamente sensíveis a alterações na concentração de seus componentes.


- Mau hálito


A saliva é antibacteriana; se estamos bem hidratados, ocorre um aumento fisiológico da saliva na boca.


- Baixo desempenho atlético


Durante os treinos, uma hidratação insuficiente pode ocasionar uma perda de rendimento em até 10%.



É importante lembrar que a água ajuda no transporte e na distribuição de vitaminas, minerais, glicose, oxigênio e outros nutrientes para as células. Porém, para que isso ocorra de forma correta, precisamos lembrar que a hidratação depende de água e eletrólitos, como cálcio, magnésio, potássio, sódio, manganês, cromo, fósforo e cloro.


Os maiores grupos de risco para desidratação são as crianças, por brincarem ao ar livre, principalmente no verão. Importante lembrar que elas não se ajustam como os adultos a temperaturas acima de 30 graus, produzindo mais calor durante a atividade física e consumindo menos água do que deveriam, porque estão distraídas e entretidas com as brincadeiras.


O segundo grupo de risco são os idosos, pois sentem menos sede em comparação aos adultos e jovens.


Outros grupos de risco são os portadores de diabetes, devido à perda excessiva de água pela urina, e atletas que fazem atividades físicas prolongadas.


É importante lembrar que a bebida alcoólica pode causar desidratação, devido ao acetaldeído, um metabólito do álcool que bloqueia a ação do hormônio antidiurético. Esse hormônio é responsável por controlar a diurese e, sem ele, urina-se sem limite, o que pode levar à desidratação.


Existem outras formas de hidratação além da água mineral, como através da água de coco natural e da água saborizada com frutas e vegetais.



Como escolher a melhor água?


Água sem agentes indesejáveis e com quantidades corretas de eletrólitos é fundamental para a boa saúde. Muitas pessoas optam por comprar água mineral em garrafas PET, porém estudos recentes indicam que, neste caso, há a ingestão de água com plástico. Dessa forma, a melhor solução seria o uso de um bom filtro de água em copo de vidro.


Independente da idade e da rotina da pessoa, é sempre importante consumir muito líquido.


#saude #hidratação #agua #corpo #liquido #desidratacao #vitaminas #minerais

42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Como escolher o colágeno para melhorar o intestino?

Já falei um pouquinho aqui no blog sobre a importância do colágeno na saúde do intestino. Agora, vale explicar como incluir a proteína no dia a dia e beneficiar as condições digestivas. O colágeno est

O colágeno e o intestino

Você deve ter ouvido falar nos benefícios do colágeno para a firmeza e a elasticidade da pele. O que poucas pessoas sabem é que a proteína, tão importante para a estrutura do corpo, também atua para m

Logo.png