A relação entre o detox e a nutrição

Todos os dias, temos contato com muitos compostos tóxicos para o nosso organismo, como medicamentos, agrotóxicos, metais pesados presentes em cosméticos, aditivos alimentares, compostos de embalagens, entre outros.


Para eliminar essas toxinas do organismo, é necessário um processo de detoxificação, que depende principalmente do funcionamento adequado dos sistemas hepático e intestinal, mas também da participação do sistema linfático e renal. Esse processo visa à eliminação das substâncias tóxicas para fora do organismo, que podem ser excretadas através da urina, fezes, secreção biliar, suor e expiração.


Processo de detoxificação


A detoxificação ocorre através de três fases, sendo a primeira delas o reconhecimento da presença dos componentes tóxicos que sofrerão reação enzimática. Na segunda fase, as moléculas que mudaram de formato na fase um serão metabolizadas a fim de se tornarem mais solúveis e fáceis de serem eliminadas e, na fase três, ocorrerá de fato o transporte e o processo de excreção dessas toxinas.


Falha na detoxificação


Quando um indivíduo não consegue eliminar de forma adequada essas toxinas, elas tendem a se acumular e desencadear inúmeros malefícios para o organismo, sendo eles a aceleração do processo de envelhecimento, maior ocorrência de doenças, funcionamento prejudicado das mitocôndrias e uma maior oxidação.


O nosso organismo é capaz de sinalizar quando algo não está funcionado de maneira correta e, nesse sentido, quando a quantidade de toxinas está muito exacerbada, pode ocorrer a presença de diversos sinais e sintomas, tais como dor de cabeça frequente, retenção de líquido, maior recorrência de processos alérgicos, erupções na pele, dores musculares e articulares, desconforto abdominal, falta de concentração, cansaço e fadiga.


O que você deve evitar?


Quando pensamos em detoxificar o nosso corpo, precisamos inicialmente ter o cuidado para preservar e evitar dar "trabalho extra" para o fígado, já que as enzimas e reações que desempenham esta função estão lá. Algumas dicas que podem ajudar o órgão:


- Evite se automedicar: os ativos presentes em remédios, em sua grande parte, passam pelo fígado para desempenharem a sua função ou para serem reciclados, portanto, se você toma remédios sem prescrição médica e de forma desnecessária, vai sobrecarregar o seu fígado;


- Maneire nos suplementos alimentares: utilize suplementos apenas quando tiver indicação e de forma monitorada, não esquecendo que, na maior parte das vezes, tudo aquilo que precisamos está nos alimentos, basta variar e comer com equilíbrio;


- Não abuse na bebida alcoólica: ela é metabolizada no fígado e, muitas vezes, interfere de forma negativa em outros nutrientes, sem contar a sobrecarga hepática;


- Fique atento aos alimentos muito gordurosos: o consumo da gordura hidrogenada, presente nos alimentos industrializados, a gordura saturada e o colesterol, presentes nos alimentos de origem animal, não são bons aliados para a detoxificação;


- Modere o consumo de açúcar e carboidratos refinados: toda glicose em excesso é convertida em gordura pelo fígado e parte dessa gordura tende a se acumular no órgão, o que provoca a esteatose hepática (fígado gorduroso);


- Controle o seu peso: o sobrepeso e a obesidade são fatores de risco para o acúmulo de gordura no fígado (o que pode gerar a esteatose hepática e até câncer);


- Evite o consumo de alimentos transgênicos e ricos em agrotóxicos: substâncias presentes neles são metabolizadas no órgão e exigem mais dele.


É necessária uma ingestão adequada de vitaminas e minerais, para que os nossos órgãos sejam capazes de realizar todas as suas funções de detoxificação de maneira adequada, porque, no decorrer do processo existem várias enzimas que necessitam desses nutrientes para desempenharem suas funções.




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Se você está acostumado a devorar suas refeições sem prestar atenção no que está fazendo, você não está sozinho. Nosso estilo de vida agitado torna muito fácil buscar lanchinhos não saudáveis ​​para u

A ciência é clara: comer os alimentos certos pode levar a uma vida mais longa e saudável. Entretanto, algumas pessoas acham mais difícil comer de forma mais saudável à medida que envelhecem por vários

A dança é uma arte que possibilita as pessoas se expressarem e se comunicarem com gestos e expressões através de movimentos corporais abstratos e concretos e das emoções. É uma das artes mais antigas;

Logo.png