top of page

Desmistificando a creatina: idosos melhoram sua memória com o uso do suplemento

A creatina é um dos suplementos nutricionais mais famosos e, modéstia à parte, seus benefícios ultrapassam uma melhor performance durante as atividades físicas. De antemão, ela é produzida pelo nosso próprio organismo, mas em pequenas quantidades. Sendo assim, ela pode ser encontrada - em maior concentração - em certos alimentos, mas também pode ser obtida através da suplementação.


Recentemente, alguns estudos comprovaram que a creatina pode ajudar na função cerebral e até mesmo na recuperação de traumas. Durante o envelhecimento, os idosos podem sofrer com alterações físicas, biológicas e cognitivas. O uso deste suplemento por esses indivíduos não só promove o ganho muscular como também fornece uma maior proteção contra distúrbios neurológicos e transtornos.


Mesmo que grande parte dos achados científicos acerca da creatina seja relacionada ao desempenho físico, algumas abordagens vêm destacando os efeitos positivos que esta apresenta na saúde cognitiva. No que diz respeito à memória, o uso deste suplemento faz com que ela venha a ser aprimorada, havendo uma maior capacidade de retenção e mais resistência à fadiga - algo benéfico à população idosa.


A recomendação diária de creatina varia de 3 a 5 gramas, a depender do objetivo de cada pessoa. No entanto, é importante ter acompanhamento de um profissional, principalmente, se for um idoso. Por isso, consulte um especialista antes de dar início ao seu uso.


Fontes:

https://www.em.com.br/app/noticia/saude-e-bem-viver/2022/11/09/interna_bem_viver,1419072/creatina-e-saude-cerebral-beneficios-para-alem-da-atividade-fisica.shtml

https://saude.abril.com.br/medicina/o-que-e-creatina-e-para-que-serve-esse-suplemento-famoso-em-academias/

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24576864/

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Logo.png
bottom of page