Mastigar rápido prejudica o emagrecimento?

Se você está acostumado a devorar suas refeições sem prestar atenção no que está fazendo, você não está sozinho. Nosso estilo de vida agitado torna muito fácil buscar lanchinhos não saudáveis ​​para um aumento rápido de energia e estamos constantemente distraídos durante as refeições. Comer assim não apenas reduz o prazer com a comida, mas pode levar a excessos, pois não é possível captar os sinais de plenitude física ou registrar mentalmente o que você ingeriu a tempo da saciedade.


Dicas para refeições menos aceleradas


  • Prepare a mesa e evite distrações: não precisa de exagero. Usar um jogo americano já dá vontade de passar mais tempo sentado. Só não vale ligar a TV ou ficar mexendo no celular;

  • Envolva a família toda: quem não mora sozinho deve buscar companhia para ficar em volta da mesa. Um bom papo tende a estender o tempo das garfadas;

  • Comece pela salada: monte-a com itens mais duros (como a cenoura), que exigem mastigação. Ao chegar ao prato principal, o cérebro logo receberá o sinal de saciedade;

  • Descanse os talheres: após cada garfada, repouse a faca e o garfo ao lado do prato. Ao segurá-los o tempo todo, a tendência é emendar uma abocanhada na outra, sem descanso;

  • Consuma alimentos sólidos: no início do treino para desacelerar a refeição, prefira ingredientes mais resistentes. Por exemplo: troque o purê pela batata;

  • Planeje suas refeições: não é necessário ter horário fixo. Mas, se você já sabe como será seu dia, não custa reservar no mínimo 20 minutos para se alimentar.

  • Vantagens de comer sem pressa

  • Apesar de ser difícil fazer uma pausa na correria do dia a dia, comer sem pressa permite:

  • Menor estresse e maior recarga das energias;

  • Melhor sabor e aproveitamento dos alimentos;

  • Benefício do tônus muscular da boca, da língua e da saúde dos dentes, além de evitar alterações nas arcadas dentárias.

  • Menores chances de problemas no aparelho digestivo, como gastrite, dispepsias, úlcera, duodenites e doenças de refluxo - menos esforço do estômago para triturar e digerir as comidas;

  • Controle de peso pelo aumento da percepção de saciedade.


Relação entre a mastigação e o emagrecimento


Mastigar adequadamente é também um grande aliado para a perda de peso. Um dos principais motivos é que simplesmente se come menos quando se come lentamente. A explicação para isso é que mastigar várias vezes e em ritmo lento contribui para o organismo se sentir saciado com a ingestão de uma quantidade menor de comida.


A mastigação lenta proporciona uma comunicação efetiva entre estômago e cérebro e isso gera maior liberação de hormônios de saciedade e também um aumento da percepção de quando se está realmente satisfeito. Com isso, há uma menor ingestão de alimentos durante a refeição e, consequentemente, o controle do peso.


Quanto mais tempo na mastigação o alimento ficar na cavidade oral, melhor, porque a movimentação dos músculos envolvidos no processo de mastigação é o início da sinalização para os núcleos hipotalâmicos para a saciedade.


O nosso organismo leva cerca de 15 a 20 minutos para avisar o cérebro de que está saciado. Ao comer muito rápido, mastigando pouco e engolindo o alimento mal triturado, o ponto de saciedade se dará de modo errado. O estômago fica dilatado e com sobrecarga de comida, além de a quantidade de calorias consumidas se tornar muito maior do que a necessária.


Se muitas vezes nem prestamos atenção no que estamos engolindo, quanto mais em como degustar os alimentos. A mastigação torna-se automática, acelerada, sem perceber os sabores e as texturas do alimento e sem aproveitar todos os seus benefícios, também. Para promover uma absorção de nutrientes de forma satisfatória, é preciso auxiliar o tubo digestivo a produzir mais enzimas e movimentos intensos. E isso se faz com mastigação adequada e longa.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças crônicas são aquelas que duram por mais de 1 ano. A psoríase, por exemplo, compõe esse grupo. Caracterizada pelo aparecimento de lesões avermel

Logo.png