O QUE NÃO COLOCAR NO CARRINHO DE SUPERMERCADO

Atualmente, é muito difícil conseguirmos evitar totalmente os alimentos processados, ou seja, alimentos artificiais e industrializados, mas devemos tentar reduzir ao máximo o consumo!


Isso, porque os alimentos altamente processados costumam conter conservantes (produtos químicos que conservam a integridade do alimento por mais tempo), corantes (produtos químicos usados para dar ao alimento uma cor específica, mais atraente para o consumo), sabor (produtos químicos que dão ao alimento um sabor particular artificial, não existente originalmente) e texturantes (produtos químicos que dão uma textura particular e diferenciada ao alimento).


Todos esses componentes químicos tornam o produto mais atraente, porém menos saudável. Por isso, evitar alimentos processados é uma das melhores mudanças alimentares que você pode fazer pela sua saúde!


Separei uma listinha de alimentos muito comuns nos carrinhos de supermercado, mas que não deveriam ser...


- Nuggets

Os nuggets, adorados pelas crianças, se fazem passar por um "frango à milanesa", mas que, na verdade, é feito de pasta de frango adornada por proteínas vegetais, amido de milho ou farinha e goma. Além disso, eles são pré-fritos em óleo vegetal e conta com a adição de uma montanha de químicos para dar a liga.


- Macarrão instantâneo

Este alimentos é pré-cozido e pré-frito em gordura vegetal antes de ser embalado. Seu tempero é campeão de glutamato monossódico e inosinato dissódico, substâncias químicas realçadoras de sabor que são altamente tóxicas e inflamatórias.


- Salsichas e peito de peru

Geralmente possuem doses altíssimas de nitritos e nitratos, que são altamente cancerígenos!!


- Margarina

A margarina muitos já estão cansados de saber... Mas vale repetir!! Ela nem chega a ser comida, é uma substância comestível inventada pela indústria para substituir a manteiga, cujo processo de fabricação é mais caro e trabalhoso. Sua composição é feita a partir de óleos vegetais, que passam por vários processos e adição de produtos químicos, como solventes, ácidos, emulsificantes, corantes, dentre outros.


- Farinha láctea

Composta por farinha de trigo + açúcares + conservantes. Vai dar isso para seu filho comer por quê?


- Bolacha recheada

Essas bolachas "inofensivas" são feitas de farinha + gordura hidrogenada + açúcar. Além de viciante, é veneno puro!


- Refrigerantes e sucos de caixinha

Para quem não sabe, um faz tão mal quanto o outro. O refrigerante pela quantidade de glicose estratosférica e o suco pela quantidade de frutose e outros aditivos, fora a pasteurização que leva embora qualquer resquício de nutriente da fruta!


- Cereais açucarados

Flocos e milho transgênico levados em xarope de frutose, cobertos por açúcar refinado, adicionados de corantes coloridos e conservantes diversos... Como isso pode ser leve e saudável?


- Requeijão

Alimento que parece tão inofensivo... Mas não é!

Segundo a Nestlé, o requeijão é feito de creme de leite, leite reconstituído integral e/ou leite pasteurizado integral, proteína concentrada de leite, caseínato de cálcio, concentrado de proteínas lácteas, água, sal, cloreto de cálcio, fermento lácteo, estabilizantes polifosfato de sódio, pirofosfato de sódio e pirofosfato ácido de sódio, regulador de acidez ácido láctico e conservador sorbato de potássio. Além disso, contém aromatizante sintético idêntico ao natural.


- Barrinha de cereal

Muitos compram achando que são saudáveis, mas a maioria delas são ricas em açúcar, sódio e cereais de baixa significância nutricional! Pesquise e leia bem antes de escolher a barrinha.


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Como escolher o colágeno para melhorar o intestino?

Já falei um pouquinho aqui no blog sobre a importância do colágeno na saúde do intestino. Agora, vale explicar como incluir a proteína no dia a dia e beneficiar as condições digestivas. O colágeno est

O colágeno e o intestino

Você deve ter ouvido falar nos benefícios do colágeno para a firmeza e a elasticidade da pele. O que poucas pessoas sabem é que a proteína, tão importante para a estrutura do corpo, também atua para m

Logo.png