Os benefícios do ômega 3

Você sabia que o ômega-3 está entre os suplementos mais prescritos no Brasil?!


Essa famosa gordura saudável presente em alguns tipos de peixes, algas sementes e oleaginosas é um ácido graxo essencial que não pode ser fabricado pelo organismo e se divide em três tipos: ácido alfa-linolênico (ALA), ácido eicosapentaenoico (EPA) e ácido docosahexaenoico (DHA).


Além de melhorar a saúde em geral, o ômega 3 vem sendo apontado como um aliado na melhoria do funcionamento de órgãos e sistemas específicos, como o cérebro, o coração e as articulações.


Conheça abaixo detalhes sobre a atuação deste componente nesses pontos específicos:



Cérebro


O cérebro é composto por gordura e cerca de 20% desta gordura é DHA (um dos ácidos graxos encontrados no ômega 3). Há vários estudos que ligam a suplementação com DHA à redução dos níveis de estresse, ao combate da depressão, ao aumento da resiliência dos neurônios e à melhora da capacidade cognitiva.


Um desses estudos, publicado em Frontiers in Aging Neuroscience, pesquisou a relação entre os níveis de ômega-3 e a capacidade de uma pessoa mudar e emitir respostas alternativas diante de uma tarefa ou entre tarefas. Os pesquisadores concluíram que níveis mais elevados de ômega-3 estão diretamente relacionados à melhora da flexibilidade cognitiva!!


O óleo de Krill é ainda mais vantajoso para este fim, visto que, quando extraído do crustáceo Krill, o ômega-3 é acompanhado de fosfolipídios, que facilitam ainda mais a absorção desta gordura no organismo - principalmente nas células cerebrais. Além disso, esse componente também apresenta efeitos positivos na memória e na cognição.



Coração


A saúde do sistema cardiovascular também pode se beneficiar de várias maneiras com o consumo de DHA e EPA.


Entre os efeitos em potencial, estão:

  • Diminuição dos triglicerídeos e do colesterol LDL

  • Aumento do colesterol HDL

  • Diminuição da agregação plaquetária, o que dificulta a formação de coágulos

  • Melhoria da função endotelial, evitando a formação de placas e gorduras nos vasos

  • Melhoria do fluxo sanguíneo, facilitando o bombeamento de sangue

  • Ação anti-inflamatória


Além disso, o ômega-3 pode ser prescrito em conjunto com a Coenzima Q10, que atua como antioxidante intracelular, evitando assim a oxidação do colesterol LDL (ligada à formação de trombos e à aterosclerose).



Articulações


A ação anti-inflamatória do ômega-3, causada especialmente pelo EPA, é ótima para as articulações. Estudos comprovam que o ômega-3 apresenta potencial para reduzir as inflamações e aliviar as dores articulares.


Em conjunto com outros nutrientes, como o colágeno tipo 2 e ácido hialurônico, o ômega-3 pode ser recomendado para:

  • atenuar o desgaste natural das articulações

  • auxiliar na regeneração das articulações desgastadas

  • minimizar os danos causados nas articulações por exercícios de alto impacto

  • auxiliar na rotina de pessoas com sobrepeso e obesidade, uma vez que elas têm um desgaste natural maior das articulações


Além da inflamação específica das articulações, o ômega-3 tem potencial para combater processos crônicos e generalizados de inflamação, como aqueles causados pela obesidade; dieta com excesso de alimentos gordurosos e o contato com substâncias tóxicas; além de muitos outros fatores.


E, para surpreender ainda mais, em conjunto com a cúrcuma (outro potente anti-inflamatório), o ômega-3 pode ser utilizado como ferramenta para auxiliar na prevenção de doenças ligadas à inflamação crônica, como Alzheimer, diabetes, esclerose, artrite e até mesmo o câncer!


Lembre-se sempre de ter seus exames em dia e de conversar com seus médicos e nutricionistas sobre a suplementação mais adequada para você! :)





14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A vitamina B12, também chamada de "Cobalamina", possui funções essenciais ao nosso organismo, como produzir as hemácias, células responsáveis pelo transporte de oxigênio no corpo. Estes glóbulos verme

A creatina é um composto formado pelos aminoácidos glicina, arginina e metionina, que são sintetizados pelo nosso organismo nos rins, pâncreas e fígado. Mas também pode ser encontrada em alimentos com

Os exercícios de endurance - esportes de longa duração e de baixa intensidade, como o ciclismo, triathlon, corrida e natação - requerem uma suplementação específica já que, na prática, o corpo sofre d

Logo.png