Os impactos dos anabolizantes

Os esteroides anabolizantes atuam imitando as propriedades dos hormônios naturais do nosso corpo. Sua composição química é semelhante à testosterona e pode ativar os receptores deste hormônio no corpo. A testosterona tem dois efeitos: anabólico - mantém a densidade óssea, apoia o crescimento muscular e acelera a recuperação de lesões androgênicas (também conhecido como “masculinização”) – e de desenvolver e manter características masculinas (como pênis, testículos, massa muscular, voz profunda e pelos faciais). Embora a testosterona seja chamada de hormônio sexual masculino, ela também existe naturalmente nas mulheres, mas em quantidades muito menores.

Funções e usos dos anabolizantes


Algumas das suas principais funções são: aumentar a síntese de proteínas responsáveis pelo crescimento da musculatura, repor hormônios que estão em falta, e buscar pela força e pelo desempenho físico. Os processos anabólicos constroem órgãos e tecidos, produzindo crescimento celular e dos tecidos ósseo e muscular, mineralizado o osso, aumentando a massa muscular, diferenciando as células e aumentando o tamanho do corpo, um processo que envolve a síntese de moléculas complexas.


As pessoas aumentam o porte muscular, ficam mais fortes e melhoram o desempenho físico. Mas em relação à saúde, não existem benefícios. O uso indiscriminado de anabolizantes causa alterações no perfil lipídico, diminui o HDL, que é o ‘colesterol bom’, e aumenta o LDL. Além disso, já foram observados em outros estudos alterações hepáticas, algumas associações com câncer, morte súbita, hipertrofia cardíaca e arritmia.


Usar anabolizantes para fins estéticos ou para aumentar o rendimento esportivo não é recomendável (e, para atletas, é proibido), além de ser de grande risco para a saúde. Entretanto, por aumentarem a massa muscular, estas drogas têm sido cada vez mais procuradas e utilizadas por alguns praticantes de atividades físicas para melhorar a performance física e para obter uma melhor aparência muscular. Muitos atletas consomem anabolizantes a fim de conseguirem uma melhora na performance dentro do esporte, porém, isso é caracterizado como dopping, e o esportista pode ser punido por isso. Uma vez que uma pessoa começa a auto-administrar anabolizantes sem necessidade, a produção natural dos hormônios começa a ser inibida e cai. Essa alteração, por sua vez, pode causar problemas de saúde.

Consumo do hormônio


Alguns anabolizantes são administrados por via oral, outros são injetados por via intramuscular, e outros são fornecidos em géis ou cremes aplicados na pele. Muitos usuários começam com a forma oral e depois progridem para as formas injetáveis, uma vez que causam menos danos ao fígado. No entanto, os esteroides orais são eliminados mais rapidamente do corpo, muitas vezes tornando essa a rota preferida para usuários preocupados com testes de drogas. As doses tomadas por pessoas que fazem uso indevido dessas substâncias podem ser 10 a 100 vezes maiores do que as doses usadas para tratar problemas médicos. Os esteroides administrados por via oral têm sido associados a doenças do fígado. Os esteroides injetáveis podem aumentar o risco de doenças infecciosas, como hepatite ou AIDS.


Efeitos prejudiciais à saúde


  • Aumento do risco de câncer de fígado, rim e próstata;

  • Pressão alta, o que aumenta a chance de ataque cardíaco e derrame;

  • Níveis anormais de colesterol, que aumentam a chance de ataque cardíaco e doenças dos vasos sanguíneos;

  • Parada prematura do desenvolvimento ósseo e crescimento linear (altura);

  • Danos ao fígado, incluindo a formação de cistos hepáticos cheios de sangue que podem se romper, causando a morte;

  • Aumento de acne no rosto e nas costas;

  • Aumento do risco de HIV e hepatite, devido aos riscos do compartilhamento de agulhas;

  • Nos homens: calvície, formação de seios, testículos encolhidos e incapacidade temporária de gerar um filho;

  • Nas mulheres: redução do tamanho dos seios, ciclos menstruais irregulares e aparência masculina, principalmente clitóris dilatado, pelos faciais e corporais e voz grave;

  • Sintomas psicológicos: mudanças de humor, perturbação do sono, comportamento agressivo, irritabilidade extrema, delírios, ciúme paranoico, euforia ou uma sensação exagerada de bem-estar, depressão após a interrupção dos esteroides e falta de desejo sexual após interromper o uso de esteroides.


Além de consultar a Internet para o uso de anabolizantes, é essencial buscar opinião e indicação de profissionais que entendam seus benefícios e seus riscos, dependendo de cada pessoa.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Se você está acostumado a devorar suas refeições sem prestar atenção no que está fazendo, você não está sozinho. Nosso estilo de vida agitado torna muito fácil buscar lanchinhos não saudáveis ​​para u

Todos os dias, temos contato com muitos compostos tóxicos para o nosso organismo, como medicamentos, agrotóxicos, metais pesados presentes em cosméticos, aditivos alimentares, compostos de embalagens,

A ciência é clara: comer os alimentos certos pode levar a uma vida mais longa e saudável. Entretanto, algumas pessoas acham mais difícil comer de forma mais saudável à medida que envelhecem por vários

Logo.png