Produtos com alto teor de açúcar: por que devemos evitá-los?

O açúcar comum, ou sacarose, é um carboidrato presente tanto nos alimentos naturais quanto nos industrializados. O consumo desse componente está associado à produção de serotonina - um neurotransmissor relacionado à regulação do sono e do humor. Entretanto, a sua ingestão desregulada pode causar sérios danos ao organismo, como o surgimento de diversos males - muitos deles, fatais.


Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), em uma dieta saudável, é recomendado que o consumo do açúcar não ultrapasse 25 g por dia. A ingestão demasiada desse carboidrato acarreta em uma série de complicações, assim, é importante ficar atento para com as escolhas dos alimentos, bem como as suas quantidades. No caso dos produtos industrializados, é válido atentar-se à quantidade de açúcar e, obviamente, evitar consumi-los com frequência.


Abaixo, veja alguns produtos e qual o teor de açúcar de sua composição:


Bebida láctea (65 ml)

Açúcar: 14,5 gramas = 25,4%


Suco de caixinha (200 ml)

Açúcar: 18 gramas = 10,25%


Achocolatado (200 ml)

Açúcar: 23 gramas = 13%


Guaraná natural (290 ml)

Açúcar: 27,5 gramas = 10,08%


Refrigerante (350 ml)

Açúcar: 38 gramas = 12,3%


Biscoito (170 g)

Açúcar: 38 gramas = 22,3%


Bala (90 g)

Açúcar: 75 gramas = 83,3%


Identificar o açúcar nos produtos industrializados pode ser uma tarefa um tanto complexa, pois esse carboidrato pode ser descrito por diferentes nomes: açúcar, açúcar invertido, açúcar turbinado, dextrose, dextrina, frutose, glicose, glucose, maltose, maltodextrina, oligossacarídeos, sacarose, xarope glucose-frutose, xarope de milho, entre outros.


Existem alguns tipos de açúcares - dentre eles, o mascavo e o demerara -, mas o refinado é um dos mais prejudiciais. Em resumo, esse carboidrato provoca o aumento da gordura no sangue, enfraquece os ossos e atrapalha a absorção das vitaminas e proteínas pelo organismo. Ele também pode ser comparado às drogas, ao cigarro e ao álcool, pois, quando consumido com determinada frequência, pode se tornar um vício. Além disso, doenças como Diabetes, Obesidade e complicações cardíacas podem ser desencadeadas, comprometendo, assim, a qualidade de vida do indivíduo.


Os malefícios do açúcar podem ocasionar danos irreversíveis à memória, prejudicando a capacidade de concentração em um curto período de tempo. De fato, é importante ficar em alerta quanto à ingestão descontrolada desse carboidrato, já que ele também pode reduzir o tempo de vida em cerca de 20%. Atente-se para com a quantidade e mantenha um consumo equilibrado.


Fontes:

https://www.instagram.com/reel/CjuyCE1DZUB/?igshid=YmMyMTA2M2Y%3D

https://mundoeducacao.uol.com.br/saude-bem-estar/riscos-consumo-exagerado-acucar.htm#:~:text=Segundo%20recomenda%C3%A7%C3%A3o%20da%20Organiza%C3%A7%C3%A3o%20Mundial,%2C%20no%20m%C3%A1ximo%2C%2050%20gramas.

https://www.gov.br/inca/pt-br/assuntos/causas-e-prevencao-do-cancer/dicas/alimentacao/como-identificar-o-acucar-escondido-nos-alimentos

https://drauziovarella.uol.com.br/infograficos/veja-a-quantidade-de-acucar-contido-em-alguns-produtos-processados-infografico/#imageclose-34401

https://semprebem.paguemenos.com.br/posts/saude/acucar-refinado-o-grande-inimigo-do-seu-corpo

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças crônicas são aquelas que duram por mais de 1 ano. A psoríase, por exemplo, compõe esse grupo. Caracterizada pelo aparecimento de lesões avermel

Logo.png