Relação entre obesidade e COVID-19

A obesidade é considerada uma doença crônica complexa, pois ela é o resultado da interação entre fatores biológicos, ambientais e sociais.


Nos últimos 50 anos, sua prevalência vem crescendo a nível mundial em proporções pandêmicas.


O excesso de tecido adiposo, principalmente visceral, é considerado “pró-inflamatório” e, por isso, uma das características presentes na obesidade é uma inflamação de baixo grau, contribuindo para o aumento da expressão de citocinas pro-inflamatórias, como interleucina -6 e aumento de níveis de Proteína C Reativa.


A obesidade prejudica a resposta imune adaptativa ao vírus influenza, logo também ao vírus COVID 19.


O que podemos fazer?


A nutrição neste momento é essencial, no sentido do combate e da prevenção da obesidade.


Claro que a quarentena, mudança de rotina e de estilo de vida causam desafios neste sentido, porém precisamos criar estratégias para cuidar do nosso sistema imunológico. Entre elas:


- Manter rotina de horários;

- Dormir bem, no horário habitual, de preferência cedo (a qualidade do sono é fundamental para o sistema imunológico);

- Manter uma rotina de exercícios físicos;

- Manter, principalmente uma alimentação com qualidade, que inclua carboidratos integrais, vegetais crus e cozidos, frutas e carnes magras.


É importante se programar para as refeições da semana, para isso, faça uma compra no final de semana para a semana toda!


Evite carboidratos refinados, açúcares e refeições fast food, pois esses são alimentos sabidamente inflamatórios. Opte por um consumo rico em vegetais e, caso não consiga comprar vegetais frescos, os congelados são uma boa opção. As embalagens de salada já lavada são uma outra opção prática e com boa durabilidade. Uma última dica para este momento é o consumo do Arroz 7 cereais da marca Raris, já que o preparo é muito fácil e pode ser feito uma quantidade maior e guardar para 2 dias, por exemplo.


Se conseguirmos nos programar para as refeições em casa, a quarentena é uma grande chance de nos alimentarmos com uma qualidade melhor e comer comida de verdade!


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Como escolher o colágeno para melhorar o intestino?

Já falei um pouquinho aqui no blog sobre a importância do colágeno na saúde do intestino. Agora, vale explicar como incluir a proteína no dia a dia e beneficiar as condições digestivas. O colágeno est

O colágeno e o intestino

Você deve ter ouvido falar nos benefícios do colágeno para a firmeza e a elasticidade da pele. O que poucas pessoas sabem é que a proteína, tão importante para a estrutura do corpo, também atua para m

Logo.png